Minimizar Boleta
Investir no mercado de ações é fácil! Clique aqui para abrir uma conta na Ágora Corretora

Quer conhecer todo
o conteúdo da Ágora antes de se tornar cliente?

Fundos de Investimento


Invista com os melhores Fundos de Investimento por R$1 mil!

A Ágora buscou os Fundos mais atrativos para você diversificar e rentabilizar seus recursos.

São diversas opções que oferecem excelentes rendimentos e o suporte dos gestores mais conceituados do mercado.

 

 
 
 

Como Investir em Fundos

Conheça a Plataforma de Fundos Ágora e escolha o fundo de investimento adequado ao seu perfil. Para aplicar, basta assinar
eletronicamente o Termo de Adesão e começar a investir!

IMPORTANTE: As aplicações em fundos estão sujeitas a confirmação de definição de perfil do investidor.

Legenda

Conservador
Moderado
Agressivo
ANBIMA - Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais
 
 
 
 

(*) As solicitações de retirada efetuadas na data do crédito do resgate, somente serão realizadas no mesmo dia útil caso o Banco Custodiante disponibilize os recursos até as 13h. Após este horário, as solicitações de retirada serão efetuadas no dia útil subsequente.

Cálculo do VaR utilizando fator de confiança de 95% e base de dados diários dos últimos 12 meses. Para Fundos com menos de 12 meses foram utilizados os dados existentes.

A Ágora, na qualidade de distribuidora de fundos de investimento, poderá receber remuneração em razão das aplicações efetuadas por seus clientes (aplicações direta ou por conta e ordem). Esta remuneração poderá ser diferenciada em função do fundo de investimento que recebe a aplicação.

Fundos de investimento não contam com garantia do administrador do fundo, do gestor da carteira, de qualquer mecanismo de seguro ou, ainda, do Fundo Garantidor de Crédito - FGC.

A rentabilidade obtida no passado não representa garantia de rentabilidade futura.

A rentabilidade informada é bruta de impostos. É recomendada a leitura cuidadosa do prospecto e regulamento do fundo de investimento pelo investidor ao aplicar seus recursos.

(**) Qualquer divulgação de informação sobre os resultados do fundo só poder ser feita, por qualquer meio, após um período de carência de 6 (seis) meses, a partir da data da primeira emissão de cotas.

Para maiores informações, leia o prospecto e a lâmina de informações essenciais dos fundos.

Vantagens de Investir em Fundos

   
   

Não é necessário ser um especialista no mercado financeiro para investir;

Não requer muito dinheiro para começar a investir;

Você escolhe em qual estratégia quer investir;

Conveniência para os seus investimentos;

Gestão dos recursos feita por especialistas;

Rentabilidade igual para todos os cotistas;

Transparência nas informações;

Acesso a vários ativos do mercado financeiro em um único investimento.

A Ágora possui exclusiva parceria com a BRAM


Uma das maiores gestoras de recursos do país com consistente crescimento do volume administrado;

Rating MQ1 de Qualidade de Gestão em 2004, pela Agência Moody's;

Primeira empresa do segmento a obter o certificado ISO 9001 em 2002.

   
 
 

O que são Fundos de Investimento

Fundos de Investimentos são como condomínios, que reúnem recursos financeiros de um grupo de investidores, chamados de cotistas, e realizam operações no mercado financeiro com objetivo de remunerar o capital desse grupo. Os recursos desse grupo são geridos por uma instituição financeira especializada, responsável por realizar as aplicações no mercado buscando obter a maior rentabilidade possível, conforme a política de investimento do Fundo. Os investimentos podem ser em ativos como ações, CDBs, títulos de renda fixa, derivativos, commodities e títulos cambiais, entre outros.

 
 

Regras Básicas para Investir em Fundos

Entenda os principais aspectos dos fundos de investimento:

 

Tipos de Fundos

  • Fundo de Investimento (FI) – Fundos que possuem em sua carteira de ativos títulos públicos ou privados, ações, operações no mercado futuro, de opções, entre outros. 
     
  • Fundo de Investimento em Cotas (FIC) – Fundos que aplicam quase a totalidade de seus recursos em outros fundos.

Classificação

  • Fundo de Investimento Multimercado (FIM) – Fundos que realizam operações em diferentes mercados como ações, renda fixa e câmbio.

  • Ações (FIA) - Fundos de Investimentos em Ações – Fundos que investem os recursos em uma carteira diversificada de ações, tendo no mínimo 67% de seu patrimônio aplicado em ações.

  • Curto Prazo – Aplicam exclusivamente em títulos públicos federais ou privados de baixo risco de crédito. Os papéis de renda fixa podem ser pós ou prefixados, e a rentabilidade está geralmente atrelada ao CDI. Este tipo de fundo investe em papéis com prazo máximo de 365 dias e com prazo médio da carteira de até 60 dias.

  • Referenciado – Investem, no mínimo, 80% em títulos públicos federais ou em títulos de renda fixa privados, classificado na categoria de baixo risco de crédito. No mínimo 95% de sua carteira é composta por ativos que acompanham a variação do benchmark. São chamados normalmente de fundos DI. Estes fundos se beneficiam em um cenário de aumento das taxas de juros.

  • Renda Fixa – A carteira é formada, no mínimo, por 80% de títulos de renda fixa pré e pós-fixados. Utilizam instrumentos de derivativos com o objetivo de proteção. Estes fundos se beneficiam em um cenário de redução das taxas de juros.

  • Cambial – Fundos que investem, no mínimo, 80% do patrimônio em ativos relacionados diretamente ou indiretamente à variação de preços de uma moeda estrangeira, ou a uma taxa de juros (chamado de cupom cambial).

  • Dívida Externa – Investem, no mínimo, 80% do patrimônio em títulos brasileiros negociados no mercado internacional. O restante pode ser aplicado em outros títulos de crédito transacionados no exterior.

Estratégias dos Fundos Ágora

  • Ações – Investem, no mínimo, 67% do capital em ações negociadas nas bolsas de valores ou nos mercados de balcão organizados e buscam obter lucros acompanhando a rentabilidade dessas ações. O gestor reúne empresas com potencial de valorização e capacidade de gerar ganhos no longo prazo.

    O foco são clientes que objetivam aproveitar a valorização e crescimento das empresas no longo prazo. Tem como principal vantagem o histórico favorável no longo prazo.

  • Arbitragem – Estratégia que busca obter rentabilidade na distorção de preço entre os valores de ativos do mercado como juros, câmbio ou ações. Tem como objetivo financeiro superar substancialmente a taxa de juros. 
    O foco são clientes que buscam se aproveitar destas distorções nos mercados e movimentos relativos distorcidos.

  • Macro – Realizam operações com ativos de diferentes mercados e baseiam suas decisões de investimento em eventos macroeconômicos, acreditando nas variações de preços, juros e inflação, por exemplo. Tem como objetivo financeiro superar a taxa de juros, de forma a proporcionar ganhos consistentes no longo prazo.

    O foco são clientes que objetivam se aproveitar de oportunidades em vários mercados, de acordo com os eventos e análises macroeconômicas. Tem como vantagem principal a flexibilidade, pois os gestores não precisam estar concentrados ou imobilizados em um único mercado e podem, portanto, buscar ganhos de acordo com o cenário e perspectivas gerais.

  • Macro Oportunista – Procuram aproveitar as melhores oportunidades de investimento identificadas através de estratégias concentradas e específicas. Tem como objetivo financeiro superar a taxa de buscando proporcionar ganhos superiores ao valor investido.

    O foco são clientes que objetivam se aproveitar de oportunidades em vários mercados, através de concentração em determinadas distorções. Tem como vantagem obter normalmente altos retornos. Após identificar oportunidades, os gestores concentram suas apostas em determinada distorção econômica, visando entradas e saídas rápidas, ou seja, através de uma atuação oportunista nos mercados.

  • Equity Hedge – Buscam obter rentabilidade com as distorções nos preços de ações, combinando posições compradas e vendidas, mas sem eliminar, necessariamente, o risco de mercado. Podem ser ou não direcionais em relação à bolsa. Tem como objetivo financeiro superar substancialmente a taxa de juros, buscando proporcionar ganhos através da distorção de preços relativos entre as empresas.

    O foco são clientes que objetivam se aproveitar dessas distorções no mercado de ações. Tem como vantagem buscar oportunidade de ganho independentemente da direção do mercado. Ou seja, pode-se ganhar com mercados em queda ou em alta.

 

Participantes do Mercado

  • Investidor – Pessoa física ou jurídica que aplica os recursos no fundo, com o objetivo de rentabilizar o capital investido, obtendo a melhor relação risco X retorno.

  • Gestor – Busca as melhores operações no mercado para que os recursos dos investidores tenham a maior rentabilidade possível, respeitando o nível de risco determinado pela política de investimento, tendo poderes para negociar, em nome do fundo, os títulos e valores mobiliários que compõe sua carteira.

  • Administrador – Instituição responsável pela prestação dos serviços relacionados direta e indiretamente ao funcionamento e à manutenção do fundo, incluindo os aspectos legais e operacionais.

  • Custodiante – Instituição responsável pela custódia dos títulos e ativos que compõem as carteiras dos fundos de investimentos, aumentando a segurança do investidor.

  • Auditor – Instituição independente responsável por acompanhar periodicamente se o fundo está cumprindo o que consta no seu regulamento.

Seleção de Fundos Ágora

A Ágora selecionou os melhores gestores do mercado para cada estratégia de investimento, após um processo de análise e seleção baseado em critérios quantitativos e qualitativos.

A análise quantitativa avalia aspectos como a relação de retorno ajustado ao risco, além do acompanhamento semanal de cada fundo. A qualitativa considera a capacitação dos profissionais, a filosofia de investimento e os objetivos do fundo, além de incluir visitas às instituições para avaliação da equipe e da infra-estrutura.  

A avaliação considera aspectos importantes, como a qualidade da gestão, o desempenho do fundo, o controle e a tolerância ao risco, a política de investimento e o resultado do fundo em momentos de crise no mercado.

Tipos de Risco

Como qualquer investimento, os fundos estão sujeitos a riscos. Os três mais comuns no mercado são: 

  • Risco de Mercado – É o risco relacionado à variação do preço de um ativo e pode ser influenciado por acontecimentos políticos, econômicos e particulares de determinada empresa ou banco. Quanto maior a volatilidade no preço de um ativo, ou seja, a variação do valor em relação à sua média, maior é o seu risco de mercado.

  • Risco de Crédito – É o risco do emissor de um determinado título não cumprir suas obrigações de pagamento dos juros ou do principal na data combinada. O emissor pode ser, por exemplo, um banco (no caso de um CDB) ou uma empresa (no caso de debêntures). Em fundos de investimentos, o risco está na carteira de ativos e não na instituição que o administra.

  • Risco de Liquidez - É o risco que pode surgir diante da dificuldade em se vender determinado ativo no preço de mercado e na data desejada. Este tipo de risco pode afetar a carteira de ativos do fundo de investimento, mas a aplicação no fundo tem liquidez diária.

Prazo de Resgate

Os prazos de resgate determinam em quantos dias úteis o recurso será creditado na sua Conta Investimento da Ágora e variam de acordo com o fundo de investimento.

É possível antecipar o prazo de resgate em alguns fundos, mediante o pagamento de uma taxa de saída (valor percentual calculado sobre o valor bruto a ser resgatado).

Todas as informações sobre taxa de saída e prazo de resgate normal e antecipado estão detalhados nas páginas de cada fundo.

Histórico de Rentabilidade

O histórico de rentabilidade dos fundos de investimento mostra o desempenho da aplicação. É importante observar esse índice, porém, a rentabilidade passada não é garantia de retorno futuro.

Taxas de Administração

As taxas são cobradas para cobrir os custos de administração dos fundos de investimento. A rentabilidade apresentada já é líquida da taxa de administração, ou seja, embute todos os custos, com exceção do Imposto de Renda e IOF (quando aplicável).

Tributação

Os fundos de investimento têm incidência de IOF e Imposto de Renda. 

IOF – O IOF incide sobre o rendimento dos resgates das operações financeiras. O percentual varia de 96% a 0%, dependendo do número de dias da aplicação. Os investimentos com prazo superior a 30 dias são isentos de IOF.

Nº Dias
IOF (Em %)
1
96
2
93
3
90
4
86
5
83
6
80
7
76
8
73
9
70
10
66
11
63
12
60
13
56
14
53
15
50
Nº Dias
IOF (Em %)
16
46
17
43
18
40
19
36
20
33
21
30
22
26
23
23
24
20
25
16
26
13
27
10
28
6
29
3
30
0

 

Imposto de Renda – A alíquota do IR varia segundo o tipo de fundo de investimento e incide sobre o rendimento das aplicações.

Tipo
Alíquota
Fundos de Ações 15,0% (independe do prazo)
     
Fundos de Curto Prazo 22,5% (até 180 dias)
  20,0% (acima de 180 dias)
     
Fundos de Longo Prazo 22,5% (até 180 dias)
  20,0% (de 181 a 360 dias)
  17,5% (de 361 a 720 dias)
  15,0% (acima de 720 dias)

 

Fatores de Risco

RISCO DE CRÉDITO

É o risco associado ao não cumprimento pelo tomador ou contraparte, de suas obrigações financeiras nos termos e prazos pactuados, gerando inadimplência ou atraso na liquidação de suas obrigações, resultando em perda financeira para a parte credora;

RISCO DE LIQUIDEZ

É o risco associado à possibilidade de o cliente não possuir recursos financeiros suficientes em uma data prevista para honrar seus compromissos, em razão de descasamentos entre fluxos de pagamentos e de recebimentos seja por:

(a)  dificuldade em negociar rapidamente ativos ou posições que possua, por falta de preços ou de liquidez de mercado;

(b)  dificuldade para obter funding ou financiamento de sua posição de caixa e com isso manter suas obrigações financeiras adimplentes;
Para ambos os casos, o cliente estará sujeito a perdas financeiras.

RISCO DE MERCADO

É o risco associado à possibilidade de perda por oscilação nos preços de ativos diante das condições de mercado. Esse tipo de risco está relacionado às operações realizadas nos mercados de ações, câmbio, taxa de juros e commodities, que podem ser feitas diretamente através da compra e venda de ativos ou operações com derivativos, podendo resultar, inclusive, em perdas ao patrimônio do cliente.

Derivativos são instrumentos financeiros cujas características estão vinculadas a outros títulos, ativos, ou instrumentos que lhe servem de referência. Como exemplo, podem ser mencionados: opções sobre ações, contratos futuros sobre o dólar comercial, sobre o índice BM&FBOVESPA, sobre a taxa DI etc.

RISCO PROVENIENTE DO USO DE DERIVATIVOS

Risco proveniente de operações realizadas nos mercados derivativos com a finalidade de proteção (hedge) ou alavancagem, que podem ser assim descritos:

- Hedge: os derivativos são utilizados para reduzir exposições ao risco de determinado ativo/passivo ou mesmo de uma carteira. Nesse caso, o risco está associado a possíveis dificuldades de realização de uma proteção adequada, uma vez que nem sempre as alternativas disponíveis no mercado possuem exatamente as características da exposição que se deseja proteger, como por exemplo: prazo, indexador e outros motivos que causem o descasamento dos preços.

- Alavancagem: operações com derivativos permitem que seja assumida uma exposição financeira maior que o investimento realizado ou patrimônio líquido em carteira, sendo assim as oscilações do mercado podem resultar em perdas maiores que o investimento realizado pelo cliente.

Política de Exercício do Direito de Voto em Assembleias Gerais

A presente Política tem por objetivo estabelecer os princípios gerais, o processo decisório e a forma de exercício do direito de voto em assembleias pela Ágora, na qualidade de representante dos fundos de investimentos sob sua gestão e/ou administração.

Leia aqui

 
 
 

Histórico de Cotas dos Fundos

   Acompanhe o histórico de cotas dos fundos de investimento. A última atualização de cotas é relativa aos dois dias úteis anteriores.

 
 
 
 
 
 
 
 
 

 
 

Não perca tempo!


Preencha apenas as informações iniciais do seu cadastro e tenha acesso gratuito a todo conteúdo do Portal Ágora por 30 dias!

 
 
Conheça também os Fundos:
 
 
 
 

Conheça outras opções para você investir:

Veja também:

 
 
 

Precisando de ajuda? Fale conosco:

4004 8282 (Regiões Metropolitanas)
 

0800 724 8282
(Demais localidades)

 

Skype: agoracorretora
(Ligações internacionais)

Sac
0800 023 4554

Fique conectado à Ágora

m.agorainvest.com.br
facebook
linkedin
twitter
youtube Ágora Corretora

Consultar fatos relevantes nos últimos 5(cinco) dias úteis.

Toda comunicação através da rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas, nos termos da Instrução 380 da CVM.

Em caso de indisponibilidade da ferramenta de negociação on-line, para operar pela Ágora entre em contato com a Mesa de Operações de sua região. A corretagem será fixa de R$ 20,00, a mesma cobrada nas negociações on-line.

A venda de ativos cuja aquisição ainda não teve seu processo de liquidação finalizado gera riscos de falhas passíveis de multa e chamadas de margem pela CBLC e Ágora. Para maiores informações entre em contato com a nossa Central de Atendimento.

Ágora Corretora de Títulos e Valores Mobiliários S.A., CNPJ 74.014.747/0001-35,
instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Tesouro Direto
Bovespa
CVM
Banco Central do Brasil
BSM
Vtex
como investir