Ágora - Portal Transacional

A Escolha das Ações

Uma dúvida muito comum do iniciante é sobre a escolha das ações. Com tantas opções na Bolsa de Valores, como podemos saber qual é a melhor ação para comprar?

 

Em primeiro lugar, você deve definir qual é o seu perfil de aversão a riscos e listar os seus objetivos. Quer investir em ações para realizar uma viagem de férias? Ou está disposto a investir pensando na aposentadoria? Quantos anos você tem? Qual é a sua disposição ao risco? Todas essas respostas e outras informações como, por exemplo, o setor da empresa, o histórico da companhia e a liquidez do papel são fundamentais para você avaliar o desempenho de determinada ação e fazer a escolha certa.

 

Vamos entender cada um dos pontos citados acima:

 

Objetivos:
É muito importante definir os objetivos que você deseja alcançar ao investir. Eles podem ser simples de serem realizados, como uma viagem de férias, ou um pouco mais complexos, como a compra de sua casa própria ou a sua aposentadoria.
Perfil de Investidor
Antes de começar a investir, você deve definir qual o risco que está disposto a correr para atingir os seus objetivos. Para isso, é preciso determinar de que forma você irá alcançar seus sonhos. Seja pelo caminho mais curto e mais ousado ou pelo caminho mais longo e, praticamente, sem riscos. Isso mesmo. Quanto mais longo o prazo da operação, menor é o risco do investimento.
Para investir bem, busque sempre os caminhos com a melhor relação entre o retorno e o risco. É muito importante saber por quanto tempo você pretende manter os seus recursos aplicados.
  
       Curto Prazo
     Médio Prazo
   Longo Prazo
        Até 3 meses
De 3 meses a 1 ano
   Acima de 1 ano

Definir o Risco e o Tempo do investimento é definir o perfil dos seus investimentos.
 
Conservador
Moderado
Agressivo
Tem aversão ao risco e, portanto, concentra quase todos os seus investimentos em aplicações em renda fixa.
Aceita um pequeno grau de risco e concentra a maior parte de sua carteira de investimentos em renda fixa, aplicando uma parcela menor em renda variável.
Tem menos aversão ao risco e concentra a maior parte de sua carteira em renda variável.

 

Liquidez do papel – Para comprar uma ação, a liquidez do papel é um dos pontos que deve ser observado. A liquidez é a quantidade de compradores dispostosem adquirir suas ações no momento que você quiser vendê-las. Quando uma ação tem boa liquidez a venda será realizada muito rapidamente, já as de baixa liquidez poderão demorar um tempo para serem vendidas no preço que você desejar.

 
Análise Fundamentalista - É utilizada para avaliar o preço das ações e seu potencial de rentabilidade. Considera basicamente as informações contábeis (lucro, receita, faturamento, entre outras) e os indicadores da empresa em sua área de atuação, como produção, investimentos em infra-estrutura, ampliação e recursos humanos. Utilizando-se de um método de cálculo denominado Fluxo de Caixa Descontado, os analistas determinam o chamado preço justo de uma ação.
 
Análise Gráfica (ou Técnica) - É o estudo do comportamento dos preços das ações a partir da interpretação de gráficos e análises de séries temporais. A principal finalidade da Análise Técnica é determinar a tendência de um ativo financeiro, rastreando o comportamento da oferta e da demanda. Além disso, dispõe de vários indicadores de timing que sinalizam o melhor momento para comprar ou vender uma ação.

Equipe Ágora